Skip to main content
Electromagnetism and body aesthetics.

Os cânones da beleza das mulheres no século passado.

O conceito de beleza nas mulheres mudou muito ao longo dos séculos e consideravelmente nos últimos. Nos anos 60, houve uma mudança nos cânones da beleza intimamente ligados ao feminismo e aos movimentos juvenis da época. A moda exigia naquela época um corpo mais magro, com barriga lisa e quadris estreitos, então havia uma tendência geral para emagrecer.

Além disso, o estereótipo de mulher da época descreve uma mulher com pernas longas, cabelo curto e olhos com cílios postiços. Nos anos 70, continua a revolução sexual e social, é uma década em que o culto ao corpo ganha especial importância. A tendência para perder peso continua e as curvas estão de volta à moda.

As mulheres penteiam os cabelos, largam o sutiã e o bronzeado é imposto. A década de 80 é a dos excessos e da originalidade, é a época dos cabelos de leão e a moda é caracterizada pelas ombreiras e saltos altos. Há um fervor por boa forma no mundo. As linhas de alto quadril em maiôs e biquínis marcaram o início do tratamento de depilação brasileira.

Nos anos 90, as mulheres atléticas com corpos esguios eram estilizadas, mas não excessivamente. O corte de cabelo ao estilo de Jennifer Aniston em “Friends” ganha tudo. Este modelo convive com figuras de meninas muito magras com braços e pernas delgadas, pele clara e clavículas proeminentes. Com a chegada do novo século, a tendência de um corpo atlético onde os abdominais são visíveis ressurge, dando origem à era dos treinadores pessoais, à proliferação das dietas, e quando estas não funcionam como desejado, ocorrem as operações estética, surgindo também procedimentos para resgatar belezas escondidas por meio de técnicas não invasivas.

Desde 2010, a estética atinge igualmente homens e mulheres, todos nos adaptamos à moda e beleza atuais. Nas mulheres, é imposta uma figura esguia com braços fortes e nádegas grandes.

I-Sculpt-electro

Tendências em estética corporal

De acordo com alguns estudos recentes, a estética corporal é a principal razão pela qual muitas mulheres entram no mundo do exercício físico, muito acima da saúde, da boa forma ou do prazer.

Talvez o interesse em ter um corpo esculpido e tonificado e um rosto bem cuidado seja motivado por se mostrar ao mundo nas redes sociais. Nos centros de estética, contorno corporal e redução de gordura são dois dos tratamentos mais solicitados, a demanda por lipoaspiração tem aumentado, mas a demanda por tratamentos não invasivos está superando a cirurgia estética em todos os grupos demográfico.

A tendência atual das mulheres é manter um estilo de vida saudável, juntamente com a incorporação de tratamentos não invasivos. A busca pela naturalidade, pequeno retoque e técnicas personalizadas parecem ser as tendências vencedoras já há algum tempo.

Eletromagnetismo na medicina estética

Dentro da medicina estética não invasiva está o campo do eletromagnetismo que tem sido historicamente muito usado em tratamentos terapêuticos: cicatrização de feridas, alívio da dor de nervos e músculos e regeneração do tecido muscular esquelético.

Atualmente, essas técnicas já funcionam no mundo da estética, como uma tecnologia não invasiva (procedimentos não cirúrgicos) com resultados visíveis para o paciente ou cliente em poucas semanas.

A absorção de energia eletromagnética pode ser mais eficaz do que a eletroestimulação (em muitos casos pode ser a opção mais adequada, vai depender de cada paciente), que fica em um nível mais superficial, pois as ondas eletromagnéticas penetram em uma maior profundidade nos tecidos e permite desenvolver a musculatura e eliminar o excesso de gordura em poucas sessões. Estamos diante de uma técnica que remodela o corpo por dentro.

O que também deve ficar claro é que essas técnicas, embora melhoremos claramente o nível muscular e a tonificação do nosso corpo, não alcançam as vantagens que a prática esportiva traz aos níveis cardiovascular, metabólico e psicoemocional.

Já analisamos em outros artigos que uma das principais preocupações das mulheres que procuram um centro médico estético é a celulite. Esse problema que se desenvolve principalmente nas mulheres, como todos sabemos, é determinado por fatores genéticos e hormonais e pela baixa circulação sanguínea, que tornam os depósitos de gordura mais visíveis. Acredita-se que a maioria das mulheres terá celulite em algum momento de sua vida. Incorporar as sessões de eletromagnetismo ao calendário da mulher de hoje, como a que incorpora sessões de massagens corporais ou sessões de fitness, vai permitir-lhe, de forma não invasiva, a redução da celulite e o alongamento de sua pele.

Segundo alguns especialistas, os resultados são visíveis após três semanas, com apenas duas sessões. Claro que, em geral, são necessárias entre 4 e 6 sessões, com intervalos de 15 dias entre cada uma, para atingir o efeito total. Além disso, com essa prática, os músculos internos do abdômen podem ser fortalecidos, diminuindo os depósitos de gordura, e se atuarem nas nádegas produz um fortalecimento e uma elevação destas.

I-sculpt FMS

i-sculpt

O I-sculpt FMS é um aparelho que, por meio de radiação eletromagnética de alta intensidade, consegue reduzir a gordura (gordura visceral em 22%) e é o único no mundo capaz de gerar músculos em 18%. Em apenas 4 sessões, marcar os abdominais e levantar as nádegas de forma vigorosa. Tudo o que foi discutido são os benefícios que nosso dispositivo eletromagnético (I-suclpt FMS) oferece aos clientes ou pacientes. No que se refere a centros de estética, clínicas de estética, centros de medicina estética ou salões de beleza, o gasto para incorporar este novo dispositivo pode ser um investimento arriscado? Que rentabilidade ele gera para as clínicas?

Ter um dispositivo como o I-sculpt FMS em sua clínica permitirá que você ofereça aos seus pacientes tratamentos complementares com resultados visíveis em muito poucas sessões, e eles irão discutir o assunto com seus amigos e familiares. A melhor publicidade para o seu bom trabalho com o I-sculpt é deixar seus pacientes satisfeitos e felizes com os resultados obtidos.

Após a compra do aparelho e a formação do pessoal, tanto na utilização como nos benefícios que esta tecnologia oferece aos seus clientes, basta apresentar este novo serviço aos seus clientes atuais e potenciais. Você pode executar uma campanha por e-mail para convidar pacientes atuais, antigos pacientes, amigos e familiares para o lançamento do novo serviço clínico.

O futuro é brilhante para os profissionais de estética que incorporam o I-sculpt FMS em suas clínicas de estética ou centros de beleza. Nas próximas datas anunciaremos o lançamento do I-sculpt FMS para o mercado. É o momento
certo para solicitar informações e estar entre os primeiros a incorporar esta nova tecnologia.

Solicite sua demonstração agora