Eletroestimulação muscular

DESCUBRA TUDO SOBRE ELETROESTIMULAÇÃO MUSCULAR

O QUE É A ELETROESTIMULAÇÃO?

 

A Eletroestimulação muscular é uma técnica que utiliza impulsos elétricos para provocar a contração dos músculos. Esses impulsos são gerados por um dispositivo e transmitidos através de eletrodos colocados na pele, perto dos músculos que se deseja estimular. Este método se tornou muito popular nos últimos anos, tanto no âmbito da reabilitação física, treinamento esportivo, estética e fisioterapia.

A eletroestimulação se baseia na mesma teoria que o sistema nervoso do corpo humano. Quando decidimos mover um músculo, nosso cérebro envia sinais elétricos através do sistema nervoso para que os músculos se contraiam. A eletroestimulação muscular simula esse processo natural ao enviar impulsos elétricos diretamente aos músculos, o que provoca uma contração muscular sem necessidade de um esforço consciente por parte do indivíduo. A eletroestimulação muscular consegue ainda alcançar todas as camadas mais profundas dos músculos, ativando as fibras do tipo I e tipo II.

eletroestimulação muscular

PARA QUE SERVE A ELETROESTIMULAÇÃO?

 

Em fisioterapia e reabilitação, é comumente empregada para ajudar os pacientes a se recuperarem de cirurgias ou lesões. No âmbito esportivo, muitos atletas profissionais utilizam EMS para melhorar seu desempenho, aumentar a força e acelerar a recuperação muscular após treinos intensos. Até mesmo no mundo do fitness e da estética, a eletroestimulação muscular está se tornando uma ferramenta popular para aumentar de forma eficiente a massa muscular, ajudar a perder peso e tonificar a pele. Além de alcançar melhorias significativas em força, resistência e recuperação, o que a torna uma opção valiosa para uma ampla gama de pessoas.

Descoberta por Luigi Galvani em 1791, ela tem sido aperfeiçoada e utilizada em diversos campos até os dias de hoje.

O uso da EMS no esporte começou a ganhar força nas décadas de 1970 e 1980. Atletas e treinadores começaram a experimentar com a EMS para melhorar as rotinas de treinamento e acelerar os processos de recuperação. A União Soviética foi um dos primeiros países a utilizar a EMS para seus atletas em diversas disciplinas. Seu sucesso em competições internacionais chamou a atenção para os benefícios potenciais da EMS, levando à sua adoção generalizada em todo o mundo.

O QUE É A EMS?

 

Com certeza, não é a primeira vez que você ouve ou lê essa sigla relacionada à eletroestimulação. As siglas EMS vêm do inglês Electrical Muscle Stimulation ou Electrostimulation, e referem-se principalmente à eletroestimulação aplicada para treinar e trabalhar seus músculos, a qual aplica impulsos elétricos no núcleo muscular (área onde o músculo estando encurtado tem maior massa) desencadeando a contração. Existem outros tipos de impulso, como os TENS, que se caracterizam por enviar impulsos com uma frequência mais baixa às fibras sensoriais do músculo e são utilizados para tratar patologias e melhorar a recuperação das mesmas.

Se você se interessa em saber mais sobre as diferenças, recomendamos: TENS e EMS: em que se diferenciam?

Outro termo muito utilizado no âmbito científico e do treinamento com EMS é a WB-EMS (Whole Body Electro Muscle Stimulation), que se encarrega de aplicar esta técnica a nível integral em todo o corpo, ativando assim mais grupos musculares ao mesmo tempo e potencializando os resultados de um treinamento convencional. Isso foi conseguido à medida que a tecnologia avançava, já que os dispositivos EMS foram se tornando mais sofisticados e acessíveis. O desenvolvimento de unidades WB-EMS portáteis no final do século XX marcou um marco importante, já que permitiu a atletas e entusiastas do fitness utilizar a WB-EMS fora dos ambientes clínicos.

Corrida com um traje de eletroestimulação muscular

ELETROESTIMULADOR

MUSCULAR

 

O princípio de funcionamento de um eletroestimulador muscular baseia-se na eletroestimulação, ou seja, impulsos de correntes elétricas para alcançar os objetivos desejados. Quando o dispositivo está em uso, ele envia impulsos elétricos através dos eletrodos, que penetram na pele e alcançam os nervos que controlam os músculos. Esses impulsos imitam os sinais elétricos naturais que o cérebro envia aos músculos para provocar sua contração. Como resultado, os músculos contraem e relaxam de maneira controlada.

Os eletroestimuladores musculares geralmente possuem uma unidade de controle que permite ajustar diversos parâmetros, como intensidade, frequência e duração dos impulsos elétricos. Essa capacidade de ajuste é crucial para personalizar o tratamento de acordo com as necessidades e objetivos específicos do usuário, seja para aumentar a força muscular, melhorar a resistência, facilitar a recuperação de uma lesão ou simplesmente relaxar.

Tipos de Eletroestimuladores Musculares

 

Existem vários tipos de eletroestimuladores musculares, projetados para diferentes usos e necessidades:

  • Eletroestimuladores de Reabilitação: Usados principalmente na fisioterapia para ajudar na recuperação de lesões e cirurgias.
  • Eletroestimuladores Esportivos: Projetados para atletas e pessoas ativas que buscam melhorar seu desempenho físico e acelerar a recuperação pós-treino.
  • Eletroestimuladores de Uso Estético: Focados na tonificação muscular, redução de celulite e melhoria da aparência física geral.

No caso dos equipamentos fabricados pelo grupo i-motion, a eletroestimulação é realizada por um traje de eletroestimulação. Este colete de eletroestimulação se destaca por ser a opção mais avançada e eficaz do mercado. Trata-se de um traje confeccionado em neoprene de alta qualidade totalmente ajustável para abranger mais de 300 músculos de forma simultânea.

Este inovador equipamento é projetado para oferecer uma estimulação muscular integral (WB-EMS), conseguindo abranger todos os grupos musculares graças aos seus 22 eletrodos médicos totalmente ajustáveis, permitindo assim trabalhar simultaneamente os músculos do abdômen, pernas, braços, costas e glúteos, entre outros.

Levantamento de peso com traje de eletroestimulação

OS BENEFÍCIOS DA ELETROESTIMULAÇÃO MUSCULAR

 

A eletroestimulação muscular (EMS) oferece uma ampla gama de benefícios que a tornam uma ferramenta valiosa tanto para atletas quanto para pessoas que buscam melhorar sua saúde e bem-estar geral.

Uma das principais vantagens é sua capacidade de direcionar grupos musculares específicos. Isso pode ser especialmente benéfico para atletas que buscam melhorar o desempenho em áreas específicas ou pessoas que desejam melhorar a aparência física em áreas específicas.

Outra vantagem importante é a possibilidade de acelerar a recuperação. A EMS pode estimular o fluxo sanguíneo nas áreas lesionadas, favorecendo uma cicatrização mais rápida. Isso a torna uma ferramenta valiosa para fisioterapia e reabilitação.

A EMS também oferece vantagens em termos de eficácia temporal. Uma sessão curta e intensa de EMS de 20 minutos pode produzir resultados comparáveis a uma longa sessão de academia. Isso é uma ótima opção para aqueles que têm pouco tempo para se exercitar.

A seguir, detalharemos os principais benefícios da EMS e como ela pode contribuir para melhorar a qualidade de vida de seus usuários.

fuerza y resistencia con electroestimulación muscular

MELHORA A FORÇA E RESISTÊNCIA MUSCULAR

Um dos benefícios mais destacados da eletroestimulação é sua capacidade de melhorar a força e resistência muscular. Ao provocar contrações musculares intensas e controladas, a EMS estimula as fibras musculares de forma mais profunda do que o exercício convencional. Isso resulta em um aumento significativo da força muscular e maior resistência, o que é especialmente benéfico para atletas e pessoas ativas.

hipertrofia con electroestimulación

HIPERTROFIA E AUMENTO DE MASSA MUSCULAR

A EMS possui uma grande capacidade de promover a hipertrofia e o aumento da massa muscular. Os impulsos elétricos gerados pela EMS provocam contrações musculares intensas e repetitivas, similares às obtidas durante o levantamento de pesos. Ao incluir sessões de EMS em um programa de treinamento, é possível alcançar um maior nível de hipertrofia devido à estimulação profunda das fibras musculares.

treating cellulite with electrostimulation

REDUZ CELULITE E TONIFICA O CORPO

Para aqueles interessados na estética corporal, a EMS pode ajudar a reduzir a celulite e melhorar o tom da pele. Ao melhorar a circulação sanguínea e linfática, a eletroestimulação favorece a eliminação de toxinas e líquidos retidos, o que contribui para uma pele mais suave e firme. Além disso, as contrações musculares intensas ajudam a tonificar e esculpir o corpo, resultando em uma aparência mais definida e atraente.

rehabilitation and recovery electrostimulation muscle stimulation

RECUPERAÇÃO ACELERADA E REABILITAÇÃO

A eletroestimulação é uma ferramenta inestimável no campo da reabilitação. Ajuda a acelerar a recuperação de lesões e cirurgias ao manter a massa muscular e a mobilidade. Além disso, a EMS pode reduzir a dor e a inflamação, facilitando um processo de recuperação mais rápido e eficiente. Fisioterapeutas e profissionais de saúde utilizam a EMS para tratar diversas condições musculares e articulares, melhorando a qualidade de vida dos pacientes.

fat burning with electrostimulation

QUEIMA DE GORDURA E AUMENTO DO METABOLISMO

A EMS também pode contribuir para o aumento do metabolismo e a queima de calorias. As contrações musculares repetitivas e controladas aumentam a demanda de energia do corpo, o que pode resultar em um maior gasto calórico durante e após as sessões de eletroestimulação. Isso é especialmente benéfico para aqueles que buscam perder peso e melhorar sua composição corporal.

improvement of circulation with electrostimulation

MELHORA A CIRCULAÇÃO E REDUZ O ESTRESSE

A melhora da circulação sanguínea é outro benefício importante da eletroestimulação. Ao promover um melhor fluxo sanguíneo, a EMS ajuda a oxigenar os tecidos e a eliminar toxinas, o que pode melhorar a saúde geral do corpo. Além disso, as sessões de eletroestimulação podem ter um efeito relaxante, ajudando a reduzir o estresse e a tensão muscular. Isso pode contribuir para um melhor estado de espírito e bem-estar geral.

CONTRAINDICAÇÕES DA ELETROESTIMULAÇÃO MUSCULAR

 

 

 

Embora a eletroestimulação muscular (EMS) ofereça muitos benefícios, é importante observar que ela não é adequada para todos. Há pouquíssimas contraindicações e situações em que o uso do EMS pode não ser seguro ou aconselhável. A seguir estão as principais contraindicações do EMS para garantir o uso seguro e eficaz.

Pessoas com próteses metálicas ou dispositivos ortopédicos na área de aplicação do EMS devem ter cuidado, pois os pulsos elétricos podem causar desconforto ou interferir no funcionamento desses dispositivos. É importante consultar um especialista antes de usar o EMS se você tiver próteses metálicas.

O EMS não é recomendado para pessoas que estejam em tratamento contra o câncer ou que tenham tumores na área de aplicação. Os pulsos elétricos podem influenciar o comportamento das células cancerígenas e não devem ser usados sem a aprovação de um oncologista. Ele deve ser usado com cautela e sob a supervisão de um profissional.

Pessoas com infecções, inflamação aguda, feridas abertas ou problemas graves de pele devem evitar o uso do EMS nas áreas afetadas. A aplicação de pulsos elétricos em áreas ou feridas infectadas pode piorar a condição e retardar a cicatrização. É essencial permitir que essas áreas se curem completamente antes de usar a eletroestimulação.

Indivíduos com determinados distúrbios neurológicos que afetam a sensação ou o controle muscular, como esclerose múltipla ou neuropatia periférica, devem ter cuidado ao usar o EMS. Em alguns casos, a EMS pode não ser adequada e pode agravar os sintomas. Recomenda-se uma avaliação médica completa para determinar a segurança do uso nessas condições.

Pessoas com hipersensibilidade da pele ou alergias a materiais dos eletrodos devem evitar o uso do EMS ou buscar alternativas compatíveis com sua pele. A EMS pode causar irritação, vermelhidão ou reações alérgicas em pessoas com pele sensível.

A EMS não é recomendado para pessoas com epilepsia. Os impulsos elétricos podem causar convulsões ou ataques em pessoas com essa condição. É fundamental que as pessoas com epilepsia procurem a orientação de um profissional de saúde antes de considerar o uso da eletroestimulação muscular.

Pessoas com problemas cardiovasculares, como doenças cardíacas, marca-passos ou desfibriladores implantados, devem evitar usar o EMS. Os impulsos elétricos podem interferir no funcionamento desses dispositivos e agravar os problemas cardíacos existentes. É sempre recomendável consultar um médico antes de usar o EMS se você tiver um histórico de problemas cardiovasculares.

O EMS é contraindicado em indivíduos com desordens hemorrágicas ou problemas de coagulação, pois os impulsos elétricos podem aumentar o risco de sangramento nas áreas afetadas. É fundamental buscar orientação médica antes de usar a EMS nesses casos.

O uso do EMS é contraindicado durante a gravidez, especialmente na área abdominal e lombar. Os impulsos elétricos podem afetar o desenvolvimento fetal e não são recomendados para uso durante esse período. Mulheres grávidas devem esperar até depois do parto para usar o EMS, e sempre sob a supervisão de um profissional de saúde.

Embora a eletroestimulação ofereça muitos benefícios, é essencial estar ciente das contraindicações e usá-la com cautela. Toda a nossa linha é totalmente segura, pois todos os nossos equipamentos possuem as mais prestigiadas certificações internacionais. Além disso, o i-motion group oferece todo o treinamento necessário em nossos equipamentos para que você se torne um profissional de EMS.

Também devemos ter em mente que, além das contraindicações, há muitos mitos sobre a eletroestimulação que são muito difundidos. Aqui estão 6 mitos sobre a eletroestimulação que você deve conhecer.

TREINAMENTO COM ELETROESTIMULAÇÃO (EMS)

O treinamento com EMS difere dos treinos tradicionais em vários aspectos. A diferença mais notável é a capacidade de direcionar músculos específicos. Isso pode ser difícil de alcançar com exercícios convencionais, tornando-o uma excelente opção para recrutar um trabalho mais eficiente nas fibras musculares e, portanto, maximizar o treinamento.

O treinamento EMS integral, também conhecido como (WB-EMS), é realizado ativamente com um colete EMS equipado com eletrodos que abrangem cada grupo muscular, trabalhando através de impulsos elétricos. Nesse caso, um treinador pessoal ou operador controla todos os parâmetros de treinamento através de um dispositivo (tablet, celular ou PC): frequência, pulso, intensidade, rampa, tempo de contração e descanso.

O treinamento com EMS é uma excelente opção para pessoas com hábitos mais sedentários, para aqueles que estão há muito tempo sem se exercitar ou para pessoas mais velhas, pois não é necessário usar pesos excessivos, evitando assim estresse ou lesões nas articulações.

Outra diferença chave é a intensidade do treinamento. Com EMS, é possível obter um treino de alta intensidade em menos tempo. Isso o torna uma ótima opção para quem tem uma agenda apertada.

Por fim, o treinamento com EMS pode ser adaptado às necessidades individuais. Seja você uma pessoa buscando melhorar seu desempenho ou se recuperando de uma lesão, o EMS pode ser ajustado para atender aos seus objetivos.